10 comments on “Corsários Portugueses

  1. Olá! O meu nome é Luis Taklim (por parte da minha mãe), tenho 47 anos, sou músico e sou de Sesimbra.
    Sempre me questionei a respeito da origem desse meu nome de família.
    Uma das minhas tias (tia-avó) dizia que era de origem inglesa (com alguma estranheza para mim) e eu cresci com a ideia de que “teria uma costela inglesa”.
    A ser verdade, o que diz, deduzo que a origem inglesa a que a minha tia se referia diz respeito apenas ao nome (palavra “tackle”) e não à ascendência familiar. Aliás, essa minha tia assinava Taklin (com “n”), forma que adoptei como nome artístico por achar que seria a sua forma original.
    Sei também que temos imensos “primos” no algarve, nomeadamente em Lagos, dos quais me lembro vagamente de um deles, de nome Raul, que conheci em criança.
    Obrigado por ter procurado saber sobre o assunto e por tê-lo partilhado.

    • Olá Luís. Pelos vistos o nome aparece escrito pelo menos de 3 maneiras: Taquelim (a que eu conhecia), Taklin e Taclim. Conheço abastantes “Taquelins” em Lagos, mas de facto não tenho informação sobre a origem do nome e sobre as suas variações.

  2. Gostei da explicação……………..não imaginaria tal origem para o sobrenome. Pensei por outro lado ser de origem judia…………..

  3. Muito interessante. Despertou-me especial atenção neste artigo a referencia aos corsários Vicente Dias e João Dias. É certo que estávamos em 1444, mas recordou-me que meu pai costumava dizer que os Taquelim eram descendentes de piratas. Pesquisei o nome Taquelim nos registos paroquiais de Lagos, porque até outra informação todos os portadores deste nome tiveram origem em Lagos. Encontrei pela primeira vez o nome Taclim no registo de Jacinto Dias Taclim, meu tetravô, filho de João Dias e pai de Vicente Dias (n. 1821). Eram todos marítimos.
    Acresce que na memória da minha tia avó materna constava
    ORIGEM DO NOME DE FAMÍLIA TAQUELIM

    Da memória da tia avó Beatriz constava que um antepassado tinha um barco caique, que fazia cabotagem entre Setúbal, Algarve e Marrocos.
    Neste barco trabalhava um moço inglês que tinha a tarefa de manobrar o guincho nas cargas e descargas. Este trabalho seria “duro” e o patrão difícil de aturar. Durante a faina de carga ou descarga o patrão estaria sempre a chamar-lhe a atenção para o trabalho do guincho, o que irritaria muito o moço inglês, de tal modo que este começou a referir o patrão, junto dos camaradas pelo nome em inglês de guincho “tackle”, que terá derivado pelo uso para tacklim e tornado do conhecimento de toda a gente, ao ponto de vir a ser usado como apelido de família aos descendentes.
    O antepassado em causa, segundo as minhas pesquisas nos registos paroquiais, terá sido o João Dias, marítimo, (nosso quinto avô), casado com Joaquina Maria, que quando batizaram o(s) filho(s) lhe deram o apelido de Taclim.
    Na nossa linha genealógica, foi no registo de Jacinto Dias Taclim (nosso tetravô), filho do João Dias, marítimo, casado com Maria da Encarnação, onde pela primeira vez encontrei o apelido.
    Nos registos paroquiais consta que todos os descendentes eram marítimos.
    O nosso bisavô Francisco Fernandes Taquelim, casado com Sabina do Carmo, era marítimo, o pai Vicente Dias Taquelim (nosso trisavô, nascido em 1821), casado com Maria Rosa, era marítimo.
    Certo é também que os Taclim, Taquelim ou Taklim (variações existentes nos ramos familiares), são todos oriundos de Lagos, tendo alguns emigrado para o Brasil e Marrocos e outros espalhado por Portugal.

    • Interessantíssimo este seu comentário. Não fazia ideia que o apelido Taquelim, por sinal um apelido relativamente comum em Lagos, teria essa origem, mas faz todo o sentido.

    • gostaria apenas de enriquecer esta questão, contrariando o que ouvi toda a minha infância dizendo que a minha Avô Paterna afirma que o meu Bisavô de origem italiana terá vindo claro para Lagos para a exploração Marítima, o meu Avô Jacinto Dias Taquelim era também mergulhador com licença que penso ainda ter cópias de exploração marítima. Nos dias de hoje a nossa família é mais associada ao D. Rodrigo.

    • Olá! O meu nome é Luis Taklim (por parte da minha mãe), tenho 47 anos, sou músico e sou de Sesimbra.
      Sempre me questionei a respeito da origem desse meu nome de família.
      Uma das minhas tias (tia-avó) dizia que era de origem inglesa (com alguma estranheza para mim) e eu cresci com a ideia de que “teria uma costela inglesa”.
      A ser verdade, o que diz, deduzo que a origem inglesa a que a minha tia se referia diz respeito apenas ao nome (palavra “tackle”) e não à ascendência familiar. Aliás, essa minha tia assinava Taklin (com “n”), forma que adoptei como nome artístico por achar que seria a sua forma original.
      Sei também que temos imensos “primos” no algarve, nomeadamente em Lagos, dos quais me lembro vagamente de um deles, de nome Raul, que conheci em criança.
      Obrigado por ter procurado saber sobre o assunto e por tê-lo partilhado.

      • Olá Luís
        Não posso acrescentar mais sobre o assunto. No entanto refiro que uma ocasião de visita a Sesimbra, me surpreendi por encontrar na zona do porto de pesca uma peixaria Taklim (não posso precisar se estaria escrito desta maneira). Contei ao meu pai Joaquim Taquelim da Cruz , que me disse que deveria ser de …(não me lembro do nome). Quanto ao seu primo Raúl, também era meu primo.

    • Olá António!

      Para o Brasil, até onde sei, somente vieram meu avô e minha avó, trazendo minha tia. Aqui nasceu meu pai, o que acabou originando mais uma variação do sobrenome (como chamamos aqui) Taquelim, que por um erro de registro virou Taquilim.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s