6 comments on “Almorávidas e Almóadas

  1. Penso que redigiu um estudo exemplar. Apenas aponto como relatou o desfecho de Geraldo, o sem pavor, uma vez que estudos redigidos atualmente afirmam que este de facto encontrou-se capturado, simultaneamente a D. Afonso Henriques aquando da tentativa da tomada de Badajoz. Captura esta por D. Fernando II de Leão que, como bem sabem, deslocou-se para Badajoz quando soube da tentativa de tomada portuguesa (esta que apena não se realizou porque as forças almorávidas se sediaram no interior do castelo, conseguindo atrasar as forças da coroa portuguesa.)
    É fácil explicar o envolvimento de D, Fernando II, uma vez que a posse lusitana de Badajoz traduzia que este não se podia expandir para sul.
    Quando este capturou Geraldo e D. Afonso Henriques ofereceu-lhes imediatamente liberdade, em troca do cessar da investida portuguesa em Badajoz.
    (note-se que estes apenas foram capturados pois quando D. Fernando II chegou a Badajoz, “obrigou”, devido ao magno exército a seu dispor, às forças portuguesas apressar uma retirada. Entre a Bruma de confusão, o rei cai do cavalo e parte a perna. Nisto, seus homens e Geraldo, aconpanharam-no â margem de um afluente (cujo o nome não me lembro, talvez o Ardilla) e é nesse momento que são capturados, isto é pelo menos pelas fontes que consulto, consultei e me recomendaram).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s