11 comments on “O Terramoto de 1755 em Lagos

  1. Incrível nunca soube o dia que aconteceu e como aconteceu só a data de 1755.
    Fabuloso este relato sobre o terramoto e da história da cidade.
    Tomara que não volte a acontecer tal desastre de tamanha proporção, Deus nos ajude e guarde de tal catástrofe.
    Ficamos a saber pelo menos as áreas menos afectadas e que nos poderemos protejer.
    Muito bom.

    • Foi de facto um acontecimento terrível. As probabilidades de ocorrer um igual são muito reduzidas (estima-se que poderá acontecer de 1.500 em 1.500 anos). Mas sismos de menor magnitude e com efeitos devastadores poderão ocorrer com muito maior probabilidade. O que poderemos fazer é estar preparados para os “receber”, de modo a minimizar os seus efeitos…

  2. Não sabia desta história. Agora lei toda. Deus meu foi mesmo uma grande destruição. E mesmo assim não temos consciência de cuidar o nosso planeta. Deus Jehová nós proteja.

  3. Muito obrigado pelas informações. Talvez possa citar igualmente o número de vítimas do terramoto e maremoto, e sua relação com o número de habitantes.

    • Boa tarde. Essa informação consta do texto e cito: “Segundo a estimativa de Luís Pereira de Sousa, terão morrido cerca de 400 pessoas em Lagos, do total dos estimados 5.000 habitantes, ou seja, cerca de 8% da população”. No entanto chamo a atenção para a provável margem de erro deste número, que não deve ser pequena, já que:
      . As Memórias Paroquiais foram escritas por párocos, com muita subjectividade, já que eram pessoas que não dispunham de conhecimentos científicos e escreveram-nas “a quente” e em cima dos acontecimentos.
      . Os processos de recenseamento eram na época deficientes e não haveria uma noção exacta de quantas pessoas se encontravam na cidade.
      . Os mortos contados foram cadáveres encontrados ou pessoas cujos familiares reportaram como desaparecidas. Sabemos que os tsunamis são especialmente mortíferos no recuo das águas, altura em que arrastam para o mar pessoas, animais, objectos, etc, o que significa que muita gente arrastada não terá sido contabilizada nos relatórios dos párocos.

      • Obrigado. Há muito tempo tinha lido que Silves era a maior cidade do país mas pelo que informa isso está longe da realidade. Parece que as fake news estiveram sempre entre nós.

        • Silves nunca foi a maior cidade do país. Longe disso. Mesmo no quadro da rede urbana do Algarve, sendo verdade que foi a cidade mais importante durante o período Árabe, não o era certamente à data do Terramoto. No século XVIII Lagos era a capital do Algarve e desde o século XV que se tornara na sede dos Descobrimentos Portugueses, tendo nos séculos seguintes tido um desenvolvimento e expansão exponencial, que levou à construção de uma segunda muralha com 30 hectares de área e 2.500 metros de perímetro. Também é verdade que com o terramoto perdeu esse estatuto de capital e foi inclusivamente abandonada durante 50 anos pela própria população, o que levou a uma transferência temporária da capital para Tavira e posteriormente ao reconhecimento de Faro como a principal cidade do Algarve e sua capital administrativa.

  4. Como Lacobrigense, fico-vos agradecido pelo trabalho que tiveram na busca dos dados e sua publicação. Bem Hajam José Barreto

    • Obrigado pelo comentário. O conhecimento dos efeitos das catástrofes é essencial para minimizar danos em situações futuras. Os dados apresentados são em parte resultado de um trabalho desenvolvido precisamente com o objectivo de promover acções futuras de prevenção-preparação-resposta a um sismo em Lagos.

Deixe uma Resposta para Marie-Pierre le Moigne-Jarvis Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s